Número total de visualizações de página

quinta-feira, 11 de agosto de 2011

Paraíso


Paraíso

Penas brancas de algodão
Beleza feminina, pássaro de neve
De asas estendidas poisada no chão
Espero que ela me leve
Ave macia de lindo voar
Penugem brilhante
O meu voar, em teu amar
Voa comigo, só por um instante
Pareces um cisne, és melodia
Na tua vaidade, és andorinha
Contigo voar, quanto não queria
Poisar no chão e tu seres minha
Pássaro de lindo encanto
Fina voz de timbre fino
De asas parecendo um manto
Numa valsa a toque de violino
Vejo as ondas do mar
Em curva tua
Sinto o calor do recitar
Na beleza do sol, na beleza da lua
Adoro ver-te voar
Adoro ver-te poisar
Amo teu corpo de fada do lar
Amo as asas do teu voar
Ave da minha vida
Minha luz, flor de girassol
Ave-do-paraíso, minha querida
Minha luz, meu sol

José Alberto Sá

Sem comentários:

Enviar um comentário

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.