Número total de visualizações de página

quinta-feira, 25 de agosto de 2011

Gostava...


Gostava...


Gostava de ser um rio

Morrer nos braços do mar

De um búzio fazer um assobio

E o amor poder chamar

Gostava de ser uma árvore

Morrer nos braços da lua

Bela, luminosa cor da mármore

Que sejas minha, pois eu sou tua

Gostava de ser o calor

Morrer nos braços do sol

Procurar no seu núcleo o meu amor

Viver com ele num girasol

Gostava de ser andorinha

Morrer nas ondas do vento

Podia ser também uma pombinha

Pois voar é o que mais tento

Gostava de ser uma flor

Morrer na terra como semente

Novamente nascer no colo do amor

E viver humildemente

Gostava de ser perfeito

Morrer sem medo da outra vida

Sonhar eternidade quando me deito

Mesmo não sabendo se há partida

Gostava de ser...

Morrer sem dor...

Viver sempre a escrever

Palavras de amor


José Alberto Sá

Sem comentários:

Enviar um comentário

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.