Número total de visualizações de página

domingo, 10 de julho de 2011

Tinta de amor

Tinta de amor

Levava comigo um pincel
Caminhava em direcção ao mar
Levava comigo papel
E tinta para rabiscar…
Caminhava em direcção ao amor
E com o pincel de tinta Rosa
Desenhei uma flor…uma prosa
Quase perfeita, linda e mimosa
Caminhava em direcção ao sol
E numa pincelada
Fiz ondas em forma de caracol
Ondas de espuma, com cheiro de maresia
Humedeci o pincel com tinta
Pintei a minha amada, a minha poesia
Caminhava e o vento me batia
E o pincel me dizia, querer escrever
Amor…escrevi…o amor que sentia
Do vento que me batia, na tinta do meu ser
Caminhava em direcção ao horizonte
Pintava sonhos, poesia…
Essências de uma flor
O papel que me acabava, minha fonte
Era o testemunho de todo o meu amor
Pintava o que queria
Caminhava em direcção a nada, mas sabia
Pois sentado caminhava
Em direcção ao que amava.


José Alberto Sá

Sem comentários:

Enviar um comentário

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.