Número total de visualizações de página

sábado, 16 de julho de 2011

Preciso de ti

Preciso de ti

Preciso de ti, ternura
Menina que me faz fértil em sonhos
e fantasia.
Preciso do aconchego, menina pura
Tuas carícias, momentos risonhos,
tua telepatia.

Preciso de ti, sentir os teus mimos
Quando me regas de suor, teu prazer
Preciso que volte o que destruímos
no silenciar da minha voz, mas sem te esquecer
Preciso de ti em cada momento
Preciso de ti em cada folha que escrevo.
Já não escrevo o que sinto…meu sofrimento
Já não sinto a chuva, que já não molha
Preciso de ti…na sorte de um trevo.

Preciso de ti…aperta-me
faz-me chorar.
Preciso de ti…liberta-me
E comigo vem…vem comemorar
O amor que por ti sinto
Preciso de ti…eu não minto
Liberta-me das algemas que trago no coração
Liberta-me da minha embriaguez
Olha-me nos olhos, peito no peito…reflexão
Amo-te,  com toda a minha lucidez

Preciso que sintas o vento…sou eu
Sorri e eu saberei que me sentes
Preciso de luz, curar o que doeu
Preciso de ti…amor, diz que me consentes
Será a felicidade que um dia vi
Será a união de duas sementes
Será o confirmar, que não vivo sem ti
Sou um rio que não vive sem sua nascente
Quero-te somente.
Preciso de ti.

José Alberto Sá

1 comentário:

  1. Sou um rio que não vive sem sua nascente... o amor
    e eu amei, ler-te! Beijinhos

    ResponderEliminar

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.