Número total de visualizações de página

quinta-feira, 21 de julho de 2011

Mulher

Mulher

Mulher…não me canso,
nem desvio o meu olhar.
Corpo belo, corpo de ganso
que tanto desejo acarinhar.

Mulher…Vénus colossal
Mulher…menina natura
Beleza universal
Quanta frescura…quanta travessura
Fixo-me em ti, até que meus olhos doam
Menina iluminura…mulher
Minha abertura, em sonhos que voam
Textura de ceda, o meu preencher

Mulher modelo…minha pintura
Quem me guia, meu chão
Linda e terna figura
Única a acelerar meu coração
Mulher…minha porta
Mulher…estás dentro de mim
Por ti me sinto sugado
Em vácuo que já não suporta
Teu aroma alecrim
A essência de um apaixonado

Mulher de curvas sedosas
Quadris de melodia
Bailarina em pontas gelatinosas
Mulher…que quanto queria!
Trémula geleia
Meu incenso
Mulher da minha cadeia
Por ti tudo sou…quando não penso
Por mim tudo és…nesta odisseia
Mulher…

José Alberto Sá

Sem comentários:

Enviar um comentário

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.