Número total de visualizações de página

sábado, 25 de junho de 2011

Que mais?

Que mais?

Que mais faça?
Que mais diga?
Que mais peça?
Na minha raça, fadiga e promessa!
Vem a noite descendo bruscamente
E o meu coração entra em agonia
Esperando que a noite acabe, venha o dia
Desejando ver a luz, ansiosamente
Quem passa assim a noite, tristemente
De negro coração sem alegria
Só busca a tua luz que me ilumina
O sol que só tu és…ó minha ausente!
É vazia sem ti, minha vida
A existência sem ti, não tem valor
Toda a fé, toda a crença…fica perdida
Mas quando tu voltares, volta o calor
E verás nesta alma, dolorida
Desabrochar a mais linda flor
A noite não é minha, é tua
O dia é teu, só penso em ti
À noite te vejo nua…em sonho
De dia ao acordar…meu coração
Sorri.
Esperando por ti…me ponho!
Vem…
Amo-te


José Alberto Sá

Sem comentários:

Enviar um comentário

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.