Número total de visualizações de página

sexta-feira, 24 de junho de 2011

Barulho teu

Barulho teu

No silêncio é onde te escuto
No silêncio sonho contigo
No silêncio…luto
No silêncio te falo
No silêncio…me castigo
No silêncio…me calo
No silêncio eu grito
Saudades…
No silêncio me vejo…aflito
Inundado de recordações
Verdades…
No silêncio desabafo emoções
No silêncio consigo-te imaginar
No silêncio elevo-me no ar!
Sensações…
No silêncio consigo amar
No silêncio sinto as águas do rio
No silêncio sinto as águas do mar
No silêncio teu calor…é frio
No silêncio…és minha
No silêncio te tenho…luz
No silêncio desejo-te, amor
Meu empenho…minha cruz
No silêncio és perfume…flor
No silêncio quase adormeço
No silêncio consigo namorar
No silêncio não te esqueço
No silêncio…és o meu acordar
No silêncio tenho-te…cor lilás
No silêncio tenho-te, gravado na mente
No silêncio acordo e tanto me faz
Saber, que o barulho teu é minha semente
E me satisfaz!

José Alberto Sá

Sem comentários:

Enviar um comentário

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.