Número total de visualizações de página

domingo, 26 de junho de 2011

Deixa-me

Deixa-me

Deixa-me olhar o vento para sentir-te
Deixa-me sussurrar ao vento para ouvir-te
Deixa-me adormecer com o vento…sonhar contigo
Deixa-me ao acordar com o vento …ser teu amigo
Deixa-me respirar a tua voz e desabafar
Deixa-me ondular ao vento…te amar
Deixa-me sorrir e gostar de ti
Deixa-me voar nas tuas palavras…que li
Deixa-me…
Eu deixo que ao vento me sintas
Eu deixo que me oiças quando quiseres
Deixo até que sonhes comigo!
Sonhar nas cores do arco-íris, pintado com nossas tintas
Eu deixo ser teu amigo, se me disseres
Em desabafos de amor…
Que gostas de mim
Deixa-me que te diga…gosto de ti
Deixa-me dizer-te…minha flor
Amo-te…meu amor…meu jardim
Deixa-me com o vento, sentir o que escrevi
Deixa-me esquecer ao vento as saudades
Deixa-me correr com o vento, para teus braços
Deixa-me dizer ao mundo…mil verdades
Deixa-me sorrir ao vento…pedir abraços
Deixa-me…voltar
Deixo-te meu coração
Deixa-me o teu mar
Minha razão…sem te deixar

José Alberto Sá

Sem comentários:

Enviar um comentário

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.