Número total de visualizações de página

terça-feira, 26 de julho de 2016

Flor do meu sonho

Flor do meu sonho

… Flor fantasma, que inebria a minha alma
Que nada me faz protestar… E em que nada é fantasia!
Não tem fim o desprezo e a sua nítida calma!
Flor que vagueia na alma e me transforma em poesia
… Flor sedução completa… Que completa o que sou
Nada me leva e tudo me traz
Quando não tem fim a dúvida, de que um dia me amou!
… Flor que comigo caminha
Quando vagueia na alma e me transforma em paz
… Flor com sede e fome de amor… Flor silêncio!
E eu… Nada lhe disse com medo de a ofender
Não tem fim o cheiro e a sua doce cor
Quando vagueia na alma e me transporta louvor
… Flor de curvas sedosas a me enlouquecer
… Flor fantasma, que na saudade é uma deusa
Uma deusa maior!
… Flor meu amor…
… Flor minha calma!
… Flor… Flor… Minha alma!

José Alberto Sá

Sem comentários:

Enviar um comentário

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.