Número total de visualizações de página

sexta-feira, 17 de junho de 2016

Útero mãe

Útero mãe

Nasci de ti e em ti, terra
Útero milagroso de onde não deveria ter saído!
Nasci de ti e em ti, guerra
Útero horroroso, a onde me vi em ti, caído!
Nasci de ti e em ti, neste poema que berra
Útero poderoso onde me vi renascido!
Na verdade… Nasci de ti e em ti, útero mãe
Útero amoroso de onde nasceu este poema,
Tal como eu, sentido


José Alberto Sá

Sem comentários:

Enviar um comentário

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.