Número total de visualizações de página

quinta-feira, 6 de agosto de 2015

Verbo pulsar

Verbo pulsar

Normal é a cópula, natural é o consumar
Normal é o beijo, com sabor a campo
E o prado é outro amado
Do verbo amar… E tanto…

Normal é a cópula, natural é o gostar
Normal é o abraço, na quentura do manto
E o cobertor do amor é o outro calor
De um sol estrelar… E tanto…

Normal é a relação, a magia copular
Normal é o toque, a língua em pranto
E o gemido do outro lado
Do verbo gritar… E tanto…

Normal é a relação, o dedo a deslizar
Normal é o pensamento, o desejo de um santo
E o sentir a boca a sorrir
Num verbo que canta e sabe dançar… E tanto…

Normal é a cópula, natural é a relação
Normal é o sonho, a mulher encanto
E o ouvir poesia, amar em qualquer dia
Do verbo que vive no coração!

O verbo pulsar… E tanto…
Tanto amor para dar…


José Alberto Sá

Sem comentários:

Enviar um comentário

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.