Número total de visualizações de página

sexta-feira, 27 de fevereiro de 2015

Onde?

Onde?


Onde estás meu amor… Eu não dormi… Tu não vieste…
Onde estás meu amor, que ao acordar eu não te senti.
No frio da cama… No silêncio do escuro…
Tu não me deste…
Não me deste aquele beijo de até amanhã meu amor
Não me deste aquele abraço de adormecer e sentir o teu calor
Não me deste aquele corpo que me faz dormir
Aquele sussurro de arrepiar, quando me dizes: amo-te
Não me deste aquele deslizar de dedos, que fazem a noite cair
Ai meu amor…
O dia seria luz ao amanhecer, se te levantasses vestida contigo
Onde estás meu amor? Eu não dormi… Tu não vieste…
E a cama não se desfez, os lençóis não se misturaram…
Meu lábio não te sentiu, o meu desejo sumiu… Nada me deste
Meus sonhos se inundaram no vazio
Meus pedidos se misturaram sem um pio
Meus olhos choraram sem brio
Tu não viste…
Onde estás meu amor?
Continuo aqui nesta espera longa… Sou paciente…
Sou teu… Completamente
Por isso te espero…
Amo-te
Quero-te
Onde estás meu amor?
Se estás aí… Diz-me a razão?
Eu te recebo… Faz parte deste meu coração!
Tens no leito a minha mão… Vem amor…
Onde estás meu amor?



José Alberto Sá

Sem comentários:

Enviar um comentário

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.