Número total de visualizações de página

terça-feira, 23 de dezembro de 2014

Perdido na Íris

Perdido na íris

Pelo brilho dos teus olhos
Eu me vergo
Rastejo até sentir o calor
O amor… Da tua íris

Eu me perco nesse olhar
Eu me perco na procura
Desse arreliante, brilho
Esse raio de luz que me fura
Esse emaranhado de dor que trilho
Para te conseguir olhar… E amar

Amar essa claridade
Que perfura a ausência de ti
Olhos de branco neve
De branco sentir, o branco que vi

Esses…

Que amei tão leve
Que me vergo de coração
Aos olhos de um dia
Que para sempre…
A minha perdição


José Alberto Sá

Sem comentários:

Enviar um comentário

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.