Número total de visualizações de página

quarta-feira, 12 de novembro de 2014

Violação!

Violação!

Violação colectiva! Vou deixar aqui alguns pormenores…
Foi burlesco sentir tantas vontades em agarrar… E o incrível é que elas deixaram!
Um escândalo capaz de levar num emaranhado, os olhos e os pensamentos mais sensíveis.
Sinto que fui excessivo até, dá para rir, para chorar, para sentir e para voar…
Sinto-me autor dessa tamanha façanha, essa escandalosa página da minha vida!
Vou deixar pormenores…

Violação, pois elas deixaram que eu as desnudasse para mim!
Burlesco, pois elas deixaram que eu as deitasse dentro dessa página!
Incrível, pois elas deixaram que eu as sentisse por dentro!
Escândalo, pois elas me desafiaram a percorrê-las até ao fim!
Excessivo, pois elas queriam que os outros soubessem!
Façanha, pois conseguir com que elas me sentissem, não foi fácil!
Vou deixar pormenores…

Violação colectiva! Foi um momento como tantos outros na minha vida…
Amo violar as palavras e ser burlesco com elas, deitá-las em minha página ou erguê-las para mim… Sentir o incrível que elas transportam em meu pensar.
Escandalosamente as sinto, porque elas continuam nuas, prontas a outras violações.
Vou deixar pormenores…

Sigam-me e leiam as palavras violadas por mim!
Sozinho… Sem vergonha!



José Alberto Sá 

Sem comentários:

Enviar um comentário

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.