Número total de visualizações de página

segunda-feira, 11 de agosto de 2014

Terra que (nus) enterra

Terra que (nus) enterra

Incrível…
Nesta terra onde se luta
A mesma que dá fruta
Nasce o pão, nasce a vida
Nesta terra que se permuta
Terra imensidão, sem medida…

Incrível…
Nesta terra de juramentos
De amor, paz e sentimentos
Nasce o beijo, nasce o amor
Nesta terra de alimentos
Terra… Somente terra e dor

Incrível…
Nesta terra de pobreza e riqueza
A mesma que dá e depois tira
Nela nasce a gula e a incerteza
Numa terra onde nasce a ira
Terra … Somente terra sobre a mesa

Incrível…
Nesta terra, onde alguns frutos têm casca
A mesma de frutos despidos… Frutos à rasca
Nela nasce o poder de quem governa
Nela morre a desgraça pela berma
Numa terra… Somente terra e nada mais

Numa terra… Somente guerra dos anormais
E esses… Estão no topo da cadeia alimentar!
Dá para acreditar?
Incrível…
Nesta terra… Somente terra desprezível…


José Alberto Sá

Sem comentários:

Enviar um comentário

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.