Número total de visualizações de página

domingo, 6 de abril de 2014

Quando me amas

Quando me amas

Quando eu amo
Sou um sonâmbulo sobre a terra
Quando eu amo
Consigo colidir com vontades de guerra
Quando eu amo
Mergulho em mares de ondas cavernosas
Quando eu amo… Subo á serra
Por entre delícias sensuais e viscosas

É esta a febre… A prisão
É este fervor paradisíaco
Este soltar que vagueia nas minhas sensações
Quando eu amo… Levo o fogo do coração

Sou pássaro que voa, pelo corpo feito céu
Sou sonho que ama em acordares de prazer
Realidades que fazem de mim este ser
Suores despidos num corpo feliz, por te ter
Sonâmbula comigo… Umbigo, com umbigo
O teu… O meu…

Quando eu amo
Sou sonâmbulo sobre a textura em chama
Quando eu amo
Consigo colidir com vontades da cama
Quando eu amo
… Quem me ama


José Alberto Sá

Sem comentários:

Enviar um comentário

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.