Número total de visualizações de página

sábado, 18 de janeiro de 2014

Liga-me à tua voz

Liga-me à tua voz


Ligaste-me…
Foi pela manhã
Falaste-me,
com voz de sono
Senti aromas de romã
E deu-me vontade
de ser teu dono

… Estavas na cama
Imaginei-te despida
Estremeci,
pela vontade da tua chama
Teu corpo quente,
seria na cama minha bebida

E a voz…
Meu Deus
a voz… Arrepiante
A respiração que sentia,
me deixava nervoso
A tua voz meu Deus…
O teu corpo…
É todo o meu instante
E o perfume que imaginei…
Era a tua voz em mim,
ansioso

Sim…
Ansioso por me falares,
louco por te sentir
Foi pela manhã
Que meu dia nasceu
Sim… Ansioso por comigo estares
num coração, que contigo
sempre está

Foi pela manhã
Que o sol floresceu
Numa conversa pura
Tão pura
que te quero minha
Minha flor
Flor de uma vontade tamanha
E tu estavas na cama
Que desejo…
Me deitar, sentir a entranha
E devorar-te num beijo

Por favor…
Liga-me sempre e te direi
Que te levantes daí
E me venhas saciar,
no sonho que contigo sonhei
Na voz do teu telefonema…
Estou? Estás aí?
Desligas-te… Eu desliguei

… Amo-te

José Alberto Sá

Sem comentários:

Enviar um comentário

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.