Número total de visualizações de página

terça-feira, 10 de dezembro de 2013

Hoje sou teu

Hoje sou teu

Vou falar de algo que me leva
Vou falar…
D’um tempo, sem tempo para mim
Um tempo que sempre me arrasta
Me transporta, num tempo que me eleva
Ao elevar de sons que ouço da tua voz…
Se dizes sim…

Vou falar da uva e sua casta
Uma vontade que me arrasta…
… Para ti
Para ti… É o desejo
Daquele nunca sentido… Aquele beijo
Daquela mão que não toquei
Mas que hoje sei…
Que é suave

Suave como as palavras que vou dizer
Macio como o sonho em te ter
Perfumado como a vontade
Essa vontade que me leva a falar

É hoje que vou desabafar
Falar teu nome
Falar da forma mais pomposa
Falar da mais pura rosa
Que me leva, a pulsar

Vou falar sem rodeios
Falar das pernas
Falar do rosto
Falar dos seios
Falar do mosto…
O vinho que bebo de ti…
Minha uva
Minha princesa de sol-posto
É para ti que estou a falar
Para ti…
Ouve, pois só hoje me abri
Só hoje o falar é de ti

E amanhã…
Amanhã já sentirás os meus braços
Laços de amor
Hoje vou só vou falar o que guardo,
há mais de um ano
O que não te digo a cada segundo
Hoje vou falar à mais pura flor…
Falar que te amo
Nesta palavra onde me afundo…
… Amor

Hoje vou falar somente para ti



José Alberto Sá

Sem comentários:

Enviar um comentário

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.