Número total de visualizações de página

quinta-feira, 26 de dezembro de 2013

A tua voz...

A tua voz…

Cantas sempre, tu és a voz
A lembrança do meu coração
A beleza de outra era
A razão de não estarmos sós
Na voz, como no calor de uma mão
Na voz, no abraço teu… Linda quimera

És a doce ondulação, que me namora
… Frondosa
A bela adormecida, no meu berço
Coberta por quem, por ti chora
… Maravilhosa
Que na cantiga a boca eu não esqueço

Voz que me beija
Voz que me embala… Voz encanto
Sempre alegre no timbre doce
Na loucura vibratória… Que meu olhar deseja
… Meu manto
Meu perfume preferido… Ai se não fosse!

Se não fosse, naquelas noite de aromas e cantigas
Naqueles dias de fragrâncias e açucenas
… Flor
Que na luz é a mais bela das raparigas
Que no sol é a personagem, das mais belas cenas
… Minha voz… Meu amor

Que voz… Pareces o mar
Nas cantigas que me cantas em segredo
A este ser tão pequeno como eu
Que somente te ama… Como ama o céu
Que voz… Que bom te namorar
No timbre… No calor… Sem medo

Porque amo a voz que me beija, sem despedida
Porque amo a voz que me abraça
Porque amo a voz que me fala
A voz que não me cala
A voz que me dá graça
A tua voz… Querida



José Alberto Sá

Sem comentários:

Enviar um comentário

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.