Número total de visualizações de página

terça-feira, 15 de outubro de 2013

No silêncio do amor

Poema dedicado aqueles que não ouvem... não falam... mas que sentem...

O meu beijinho e abraço


No silêncio do amor

Em gestos me prenuncio
Quero muito falar com o vosso amor
Na graça de um piscar de olhos, sem frio
Gestos da boca na entrega do vosso calor

Surdo ou mudo… É belo o brilho

Minhas mãos vos querem alegrar
Meu coração sente a terra quando fria
Nos sons silenciosos do vosso falar
E minha mente vos deseja alegria

Surdo ou mudo… É a luz de Deus

Não disfarço o meu olhar perante vós
Seres humanos de amor e carinho
A ternura é a poesia de mim… Da minha voz
Que vos ama no mesmo caminho

Surdo ou mudo… É a vontade da luz

Sinto nos vossos gestos as asas de uma ave
O meu coração saltita com vontade de vos ouvir
Meu olhar sente o frio de quem não sabe
Que o vosso coração também sabe sorrir

Surdo ou mudo… Viveis em Jesus

A vida é perfeita no voar do passarinho
O som que mesmo em silêncio vos fornece calor
É na razão da nossa árvore, um raminho
Um abraço meu, um beijinho e muito amor

Surdo ou mudo… Eu vos admiro
Pois sois vida, sois luz… Amor que respiro


José Alberto Sá

Sem comentários:

Enviar um comentário

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.