Número total de visualizações de página

quarta-feira, 28 de agosto de 2013

O amor não pára

O amor não pára

E se a luz me fere… Eu vejo
Tão fácil amar com os meus olhos
E se a lua me visita… Eu beijo
Tão fácil amar, a boca, o pescoço… Os folhos

E se o decote me pede… Eu faço
Tão fácil amar com os dedos
E se o interior me excita… Eu abraço
Tão fácil amar sem medos

E se desço até ao umbigo… Eu sonho
Tão fácil amar pela cor
E se algo me chama… Eu ponho
Tão fácil amar, se houver amor

E se a loucura me atrai… Já não sou eu
Tão fácil amar, sabendo saborear
E se os gritos se ouvem… Eu gemo nesse céu
Tão fácil amar e não parar

E se… Não vou parar… Eu não mudo
Não existe limites…
Acredites ou não acredites
O amor é tudo


José Alberto Sá

Sem comentários:

Enviar um comentário

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.