Número total de visualizações de página

quinta-feira, 15 de agosto de 2013

Neste corpo

Neste corpo

Estou a sentir...
E quero que sintas este navegar de amor
A rota que levas pelas veias dentro de mim
Que te sentem a sorrir
Que me fazem sentir o teu perfume,
porque te sinto uma flor
Este sentir que habita dentro do meu jardim
Na mais pura alma que ilumina a minha cor

Estou a sentir...
O cheiro desse teu perfume
Desse teu e meu
Esse sentir que me faz ouvir
O teu queixume
O meu céu

Estou a sentir...
Sente comigo linda estrela
Sente este mar sereno que navega pelo meu ser
E por entre as ondas leva-me à humidade,
do teu fluir
Neste sangue de mar,
água salgada onde és a caravela
Que dentro de mim navega ao amanhecer
Ao acordar neste puro sangue que te quer
Te quer sentir como sempre
Numa areia de espuma
Que me leva suavemente
Até sentir a tua pele de pluma
E deitar-me até contigo adormecer

Estou a sentir...
Que o meu sangue te deseja e por ti corre
Numa desenfreada viagem, na procura do teu sorrir
Neste corpo que já é teu e por ti morre


José Alberto Sá

Sem comentários:

Enviar um comentário

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.