Número total de visualizações de página

domingo, 28 de julho de 2013

Não aguento sentir

Não aguento sentir

Ninguém te pode tocar
És tão sensível
Tão apetecível
Que não aceito que alguém te possa levar
Que alguém te possa olhar
Nessa íris de cor celeste
Esse reflexo de luz que me quer amar
Esse sentido puro que me deste

Ninguém te pode tocar
És tão pura
És tão perfeita
Que não aceito qualquer loucura
Que alguém te possa sonhar,
se é o meu coração que te deita

Ninguém te pode tocar
És o espaço completo do meu sentido
És o tempo sem horas do meu pulsar
E mesmo agora... Sem ti... Sinto-me perdido
Não iria aguentar...
Sentir sem sentido, alguém a te amar

Ninguém te pode tocar
És mais bela que a lua
És mais radiosa que o sol
Que somente aceito, sentir-te nua
Sentada no amor, sentada em meu colo
Perfumada em sais de girassol
Sentada no meu céu, sentada no meu solo

Ninguém te pode tocar... Só eu


José Alberto Sá

Sem comentários:

Enviar um comentário

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.