Número total de visualizações de página

terça-feira, 23 de abril de 2013

Sempre...


Sempre...

Eu já nem sei, porque não te tenho
na minha vida...
Eu já nem sei de onde venho
Sou alma perdida...
Tu me queres assim
Tu me queres perder

Volta para mim
Teu amor é o meu ser
Eu já nem sei por que razão
Olhaste a vontade, seguiste caminho
Eu já nem sei porque parou o meu coração
A tua verdade era meu carinho
Tu serás meu fim
Se um dia me esqueceres

Volta amor, volta ao meu jardim
Volta amor, sou nada se me perderes
Não imaginas o abraço que te dou,
neste momento
Não imaginas o beijo que ficou,
tatuado no tempo

Eu já nem sei o que faço aqui
Eu já nem sei a razão do meu chamar
Tu me queres sozinho
Mas eu... Sempre te tenho agarradinho
Aqui... Em qualquer lugar
Aqui... Onde possas imaginar

Eu já nem sei...
Pois ao perder a voz... Gritei
Amo-te

José Alberto Sá

Sem comentários:

Enviar um comentário

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.