Número total de visualizações de página

quarta-feira, 10 de abril de 2013

Penso não conseguir!


Penso não conseguir!

Vou tentar esquecer-me de ti
Quase não consigo escrever estas palavras
Mas vou tentar esquecer que te vi
Sou a terra, o chão onde lavras
É melhor para os dois
… Pois…
Como faço?
Se tu és de mim um pedaço

Vou tentar esquecer-me do teu olhar
Quase não consigo soletrar sobre as linhas
Mas vou tentar esquecer a luz do luar
Sou pedra, sou pó de um coração que tu tinhas
É melhor para os dois
… Pois…
Como faço?
Se não me recordo de um abraço

Vou tentar esquecer-me da tua voz
Quase não consigo parar de tremer
Mas vou tentar esquecer os momentos a sós
Sou gelo, a água fria que escorre do meu ser
É melhor para os dois
… Pois…
Como faço?
Se vazio ficou meu espaço

Vou tentar esquecer-me da poesia
Quase não consigo parar de soluçar
Mas vou tentar esquecer toda a magia
Sou o deserto, areia seca que um dia quis amar
É melhor para os dois
… Pois…
Como faço?
Penso não conseguir desfazer nosso laço!

José Alberto Sá

Sem comentários:

Enviar um comentário

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.