Número total de visualizações de página

sábado, 2 de março de 2013

Renascer


Renascer

Vejo-me renascer
Por entre as entranhas da terra
Quero ser...
Quero ser entre todos,
o que mais berra
Grita
Pula
Dança
Quero ser na terra bem dita
A voz da gente fula
A força de quem não alcança
Quero ser um vento que voa
Ser um contar de vitórias
Ser o amor do mar, no cimo da proa
E navegar para ser
O ser no contar de histórias
Vejo-me renascer
Por entre vales do desespero
Quero ser...
Amor, desbastando o que não quero
Quero gritar até à exaustão
Pular até sentir meus pés em ferida
Dançar no fim... De coração
Sentir-me feliz, num corpo sem dor
Por renascer para a vida
E viver na partilha em amor

José Alberto Sá

Sem comentários:

Enviar um comentário

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.