Número total de visualizações de página

quarta-feira, 20 de março de 2013

Meu visor, meu amor


Meu visor, meu amor

Estremeço
Só de sentir
Só de ver
O teu nome no meu visor
Estremeço
Com o rosto a sorrir
Só de te ter
Meu amor
… Naquele instante
Uma voz perfumada
Apaixonante
Está?
Pergunto à minha amada
Sim…
Como que magia
Num silêncio sufocante
Igual não há
No meu visor
Uma voz, a minha alegria
Um tom penetrante
O respirar de uma flor
Tudo…
… Quando te ligo
Quando te questiono
e sinto que estás aí
E a ti me confesso
Quando telefono para ti
… Estremeço

José Alberto Sá

Sem comentários:

Enviar um comentário

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.