Número total de visualizações de página

terça-feira, 19 de fevereiro de 2013

Ser anjo


Ser anjo

Chamaste-me de anjo e eu tentei voar
Fortes batidas de braços abertos, dores em cada mão
Fortes correrias na esperança de me soltar
E não consegui... Anjo!... Não!
Anjo é ser perfeito e eu não mereço
As penas não suavizam o áspero de mim
Voar seria um sonho do qual me despeço
Pecador? Transformador de mentes... Sim
Mas voar talvez... Se me levares contigo
Aí podes me chamar de anjo... Abrirei as asas
Voarei pelo teu corpo e descerei perto do umbigo
Vais sentir as penas que trago como brasas
- Anjo... Vou ouvir o teu chamar pela vontade do meu bater
Anjo de luz... Vou ser se poder voar
Anjo do amor... Serei se te conquistar
Anjo do desejo... Voar... Abaixo do umbigo e absorver
Vais ver... Vou conseguir realizar este sonho
Anjo sem asas... Assim é como me ponho
Para poder... Voar até não pecar
Chamaste-me de anjo... Não posso ser
Um anjo voa no ar e só consigo voar em terra
Um anjo caminha no mar, eu só caminho na serra
Um anjo é milagroso, é claridade
Eu sou pecador, com as asas da minha vontade

José Alberto Sá

Sem comentários:

Enviar um comentário

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.