Número total de visualizações de página

segunda-feira, 18 de fevereiro de 2013

Sem...



Sem...

Passei a mão
Macia
Deslizante
Única sensação
Liso tudo me parecia
Eletrizante
Passei a mão novamente
Arrepiei-me
Nunca o tinha feito
E docemente
Levei a mão ao peito
Senti cada cabelo
Quis ter a certeza
E no espelho confirmei
Nem pelo
Sorri, contente fiquei
Um rosto feliz
Estava ciente que não era o primeiro
Que é como quem diz
Careca, fui ao barbeiro

José Alberto Sá

Sem comentários:

Enviar um comentário

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.