Número total de visualizações de página

domingo, 24 de fevereiro de 2013

Foi ela...


Foi ela...

A porta bateu
E não fui eu!
Eu já estava lá dentro
Quando a porta rangeu
E não fui eu!

Que tive o pressentimento
Que a porta fechara
Por detrás de mim
Batida assim
Não na minha cara

Eu estava lá dentro
Há já algum tempo
Já de cara lavada
Quando a porta bateu
E não fui eu!

Pois quando espreitei
Um beijo levei
Perto da janela
Era a minha amada
E a porta bateu
E não fui eu... Foi ela
De porta fechada

José Alberto Sá

Sem comentários:

Enviar um comentário

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.