Número total de visualizações de página

sábado, 16 de fevereiro de 2013

Acredito


Acredito

Acredito imenso
No imenso poder de um corpo que me olha
Mais forte que tudo que penso
Um pensar não me deixa outra escolha

Acredito no futuro
No futuro de um olhar que me guia
Uma luz que se reflete em mim, belo e puro
Um olhar que me segue, como o sol durante o dia

Acredito na vontade
Na vontade de um arco-íris de belas cores
Pintado por mim, aos olhos da sua majestade
Rainha de perfumado sorriso, perfume de mil flores

Acredito no sim
No sim em palavra de sua boca
Um beijo dado por mim
Na vontade de quem me provoca

Acredito que ela me quer
Ela me diz no seu poetizar
Versos de amor para eu ler
Desejos de ambos a concretizar

É o acreditar que deixo aqui escrito
Nas palavras do meu poema
Eu acredito...
E tu? Diz-me... Talvez valha a pena



José Alberto Sá

Sem comentários:

Enviar um comentário

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.