Número total de visualizações de página

segunda-feira, 10 de dezembro de 2012

Só mais um copo...


Só mais um copo...

Hoje me embriaguei...
Senti que a rua me fugia
Os passeios eram abismos
Os carros! Já nem sei!
Sei... Que sentia alegria
Pensamentos em autoclismos
Me embriaguei!
...
Hoje quis fugir à verdade
E menti...
Eu te quero
Quero...
Cambaleando atravessei a rua
Pensei! Talvez no desespero
Mas a minha visão!
Sentia-te nua
Embriagado no meu coração
Hoje não sei sentir
Não sei mentir
A verdade me destrói...
Corrói...
Mas embriagado te sinto
Olho teus olhos
Olho na imaginação de teus folhos
E pinto...
Um quadro meu e teu
Da cor do céu
Porque hoje sinto o que vi
A falta de ti...

José Alberto Sá

4 comentários:

  1. Lindo José! A falta do amor, do ser amado realmente nos deixa tonto, perdido. Um forte abraço pra ti!

    ResponderEliminar
  2. Fico imaginando um homem embriagado por falta de um amor que tanto ama mais não é corespondido deve ficar mesmo acaba bebado rsrs. boa noite José sá abraço!

    ResponderEliminar

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.