Número total de visualizações de página

domingo, 18 de novembro de 2012

Semeia para colher


Semeia para colher

Pobre é a imensidão do campo
Quando tem terra sem semente
Pobre é o coração do homem
Quando ama pouca gente

Pobre é a seara sem trigo
Fraco é o pão sem fermento
Amor é saber manter o amigo
Ser verdadeiro a todo o momento

Fraca é a alma sem coração
Pobre é o amor somente com riso
Fraco é a mente sem emoção

Pobre sem amor e sem juízo
São os perdidos na imensidão
Semeados no pensar, que ter amigos não é preciso

José Alberto Sá

1 comentário:

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.