Número total de visualizações de página

domingo, 18 de novembro de 2012

És a minha luz


És a minha luz

Uma luz me acordou
Branca e suave
Sem medo
Pela madrugada
Veio numa mão que me tocou
Uma pluma macia de ave
Um bom dia muito cedo
Uma luz apaixonada

Era domingo, dia de paz
Dia de amor
Perfumada, uma flor
Senti o seu aroma
Intocável numa redoma
A luz da minha vida
Querida

Tu és luz, claridade
Um raio
O colo de um abraço
Os braços do meu desmaio
O laço
Que me faz viver
Simplesmente o meu ser

És tu, linda e perfeita
Luz ao deitar
Luz ao acordar
Sempre... No beijo
Onde o amor se deita,
numa luz que desejo


José Alberto Sá

Sem comentários:

Enviar um comentário

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.