Número total de visualizações de página

segunda-feira, 8 de outubro de 2012

Só para ti


Só para ti

É só para ti esta vontade
Ouço o rasgar da roupa quando me falas
Meu corpo sente no arrepio,
a tua claridade
Palavras que me dizes, no grito que não calas
Sinto-te num leve fio,
no equilíbrio preciso.
É só para ti esta verdade
A candura que vejo no teu sorriso 
A provocação num ombro lisonjeiro
Que me faz lembrar,
o meu travesseiro
Reviravoltas numa noite de louco sonhar
Hoje somente escrevo
Só para ti
E quase me atrevo
A falar do que não vi
Sem tocar, senti a tua respiração
Um beijo
O bater do teu coração
A tua pergunta, um desejo
Fizeste-me sentir vontade de partir
Não dormi, na procura da linda flor
Fizeste-me sentir que estavas no meu leito
Fizeste-me acreditar,
que eu tinha o mundo a abrir
Quando deitado sobre o teu peito
É só para ti o meu amor
Rosa de cor carmim
É só para ti…
Se fores para mim


José Alberto Sá

Sem comentários:

Enviar um comentário

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.