Número total de visualizações de página

quinta-feira, 4 de outubro de 2012

Eu amo e tu?


Eu amo e tu?

Eu disse que amo?
Oh... Perdoem já não sei o que isso é
Talvez engano!
Com certeza uma onda perdida na maré
Quando disse o que não sei
Oh... Perdoem já não conheço a palavra
Perdoem...Eu disse o que pensei!
Alguém me desorientou,
quando disse que me amou
Amor... Confuso!
A vaidade sem uso!
A riqueza num fuso!
Eu disse que amo!
Que abuso!
Oh... Perdoem por não saber
Alguém me lavou o pensar
Talvez por me tocar...
Ou por nada me dizer!
Trocou-me o amor por algo...
Algo indefinido
Que numa mentira sem alarido
Fui eu o alvo...
Oh... Perdoem por ter acreditado,
que existia amor naquele lado
Mentira... Agressão
Paixão por qualquer coisa, qualquer trago
Oh... Perdoem
Mas existem coisas inacreditáveis
Impensáveis até
Somente na minha fé
E quando disse que amo
Oh... Perdoem foi engano
Agora... Vou querer saber o que é amar
Saber acreditar
Que só eu sei o que é a humildade
Oh... amor desumano
Sejas verdade...
E não engano!

José Alberto Sá

1 comentário:

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.