Número total de visualizações de página

sábado, 1 de setembro de 2012

Anta


Anta

A minha terra, terra de costumes
Terra de vaidades
Às outras terras, terra de ciúmes
Terra de verdades
A minha terra, terra de melodia
Canções de seara
Terra de luz, terra de alegria
Coração do meu pulsar, terra rara
A minha terra…
Lavada pelo mar, em ondas de prazer
Terra de mar, labuta de quem berra
Peixe vivinho, ouro do nosso sofrer
Terra de encantos
Semente de amor aos apaixonados
Rainha da costa verde, a nossa praia
Terra de verdes mantos
Fruto de nossos prados
Recito para ti terra que me viu nascer
Minhas poesias respiram teu perfume
Terra que acalenta a minha calma
Desejo que me vejas crescer
Adoro-te da base ao cume
Amo-te desde o meu nascer
És o pulsar da minha alma

José Alberto Sá

Sem comentários:

Enviar um comentário

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.