Número total de visualizações de página

segunda-feira, 6 de agosto de 2012

O meu centro


O meu centro

Pelo meio, caminho para ti
Sempre de mãos dadas
Sorriso de gratidão
Desde o momento em que nasci
Meu guarda de mil bofetadas
Caminho em tua direção

É pelo meio, pelo centro da alegria
Pelo meio da rua
Sempre pelo meio da tua luz
Caminho agradecendo minha estadia
Meu amor por ti, tamanho da lua
Meu caminho... Meu Jesus

É pelo meio do campo da esperança
Sempre pelo meio da seara
Que em ti procuro a aliança
De uma vida de amor, que não para
Sempre pelo meio do orgulho
Pelo centro do teu coração
Miolo da tua vontade, onde mergulho
E no amor peço perdão

É sempre pelo meio das palavras em poesia
Pelo centro do recitar
Caminho que deste à minha alegria
Centrado no amor do meu amar
É nesse meio que quero viver
Nesse caminho quero seguir
Na luz do Teu querer
Na alma do meu existir

Meu Deus e Senhor, a ti tudo devo
Jesus de Nazaré
Caminho nas palavras que escrevo
Obrigado meu Pai, Tu és a minha fé

José Alberto Sá

1 comentário:

  1. Muito marvilhoso esse poema devemos agradecer sempre ao Pai celetial, bom dia beijo carinhoso.

    ResponderEliminar

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.