Número total de visualizações de página

quarta-feira, 4 de julho de 2012

Pela última vez


Pela última vez

Olha para mim,
só por um momento
Achas-me feliz?
Sente como respiro
Sou eu, não é o vento
Descalço te mostro minha raiz
Pobre, triste e só
Olha para mim, eu te admiro
Sente como meus olhos te olham
Sente a dor, o húmido pó
Pensas que choveu?
Não, nem sempre as águas molham
É uma lágrima vinda do céu
Olha para mim, sou eu!
Sente o frio dos meus braços
Pensas que meu sangue gelou?
É a falta de teus abraços
Falta da magia que se evaporou
Olha só um pouco amor
Não tenhas vergonha da minha timidez
Tenho um coração incolor
Preciso que lhe dês cor
Olha para mim pela última vez
Talvez…
Talvez não me queiras mais
Vou aceitar tua posição
Meus olhos em ti sempre foram reais
Ficarás para sempre em meu coração
Esquecer-te jamais… Amor
Olha-me só desta vez… Por favor

José Alberto Sá

1 comentário:

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.