Número total de visualizações de página

quarta-feira, 13 de junho de 2012

Dentro e fora de mim


Dentro e fora de mim

Olhei para dentro de mim
E senti que meu interior ama a vida
Uma vastidão de sentimentos,
me disseram que sim
Que dentro de mim,
não há despedida
O sangue fervilha
O coração acelera
Meu cérebro se maravilha
Sabendo que existe dentro de mim, primavera
Meus olhos transportam para dentro, toda a beleza
Meus ouvidos transportam, a natureza
Dentro de mim a melodia
Meus membros transportam o meu interior
E todo o meu corpo é em mim uma certeza
À noite descanso do amor
De um amor que vivo durante o dia
Minha boca transporta a saliva do amar
Meus dedos transportam a sensação do carinho
E dentro de mim eu sinto voar
Um vento, um sol, teu colo, meu ninho
Dentro de mim vives tu
Eu sou a tua casa o teu lar
Dentro de mim sou um ser cru
Fora de mim, vestido para gostar
Tua cara de boneca
Tua pele de bebé, doce e perfumada
Tua voz o embalar para uma soneca
Dentro de mim, minha amada
Dentro de mim escrevo o que sinto
Fora de mim escrevo para que vejas
Dentro de mim escrevo e não minto
Fora de mim sou teu,
O corpo que desejas
Se dentro de mim o ego é meu
Fora de mim o corpo é teu

José Alberto Sá

1 comentário:

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.