Número total de visualizações de página

terça-feira, 24 de abril de 2012

Sempre contigo


Sempre contigo

Consigo acordar… E ver-te
Ver-te na vontade de olhar-te
Olhos nos olhos… Beber-te
Saciar-me da saudade e amar-te
Consigo…
Banhar-me sentindo tua humidade
Gotas que sinto no corpo nu
Despido na simplicidade
Num simples gesto, num corpo que és tu
Consigo…
Vestir-me desejando despir-te
Sentir-te nua, sentir teus lábios… Num beijo
Dado sofregamente a pedir-te
Que te vistas com o meu corpo… Desejo
Consigo andar de pé contigo
Sempre de mão dada… Imaginação
Sonho com tuas ondas, serão meu castigo
Um aperto que sinto em meu coração
Consigo…
Passear sobre as areias da praia
Sentir os pés se esconder
Um amor secreto debaixo da saia
Menina que um dia vim a conhecer
Não consigo regressar sem ti
Uma presença que sonho um dia
Uma menina que um dia vi
E ficou gravada na minha alegria
Tu…
Menina que sonho ao dormir
Menina que levo no meu pensar
Menina que vejo sorrir
Menina do meu louco amar

José Alberto Sá

Sem comentários:

Enviar um comentário

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.