Número total de visualizações de página

segunda-feira, 19 de março de 2012

Meu pai


Meu pai


Pai…

Eu não me canso de te olhar

Tuas conversas são fáceis de compreender

Tuas palavras são dádivas do mar

Teus gestos são o meu aprender

Pai…

Quanto tempo nos resta

Quantas coisas ficarão por dizer

Quantas visões dos dias de festa

Me lembrarei meu pai… Meu saber

Eu não desisto de te copiar

Sinto-me orgulhoso do teu abraço

Meu pai… Sábio da vida, da terra e do ar

Meu amigo… Cópia de tudo que faço

Pai…

Eu não me canso de te amar

Tua companhia é pouca, queria mais

Queria sentir o infinito abraçar

O apertado carinho…

A perfeição de quando falais

Em família… Nosso ninho

Eu não me canso… Pai…

De ter medo de um dia não poder

De um dia não te ter

Para falarmos… Tenho medo desse frio

De um dia não existir brio

Medo do sentimento da tua ausência

Pai…

Quanta inteligência…

Perfeição… Um lindo coração

Eu não me canso de gostar de ti

Fica ciente… Serei teu seguidor

Meu pai será minha vida se ela me sorri

Meu pai será minha vida em amor

Meu pai… Obrigado pelo que sou

Por ti recebi o amor mais profundo

Por ti eu dou

Pai… O melhor do mundo

O meu pai…


José Alberto Sá

Sem comentários:

Enviar um comentário

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.