Número total de visualizações de página

terça-feira, 13 de março de 2012

Corrente de saudade


Corrente de saudade


Junto ao rio olhava a corrente

Corrente de saudade…

Saudade levada num rio de amor

Saudade...

Tocar na água fazia crescer,

em mim a semente

O nascer da vontade

Num rio de pétalas em flor

Olhar a corrente e ser levado

Em corpos unidos

Corpos despidos

E purificados pelo beijo não dado

Beijo delicado na corrente do desejo

Húmido e apetecido… O sol saboreado

Um beijo… Um rio molhado

Um rio de água em toda a pureza

Amor numa saudade, uma certeza

Que ao olhar eu te imaginava

Num rio que a corrente levava

Tua beleza, teu carinho, teu perfume…

Num rio onde sonhava

Sonhos levados pela corrente do sono

Um sono de queixume

Em noites mal dormidas

Dias sem dono

Num rio onde sarava minhas feridas

Te ter só para mim… Que vontade

Te ter junto da minha corrente

Em águas de cetim

E ser levado para sempre

Que saudade…

Volta para mim…


José Alberto Sá

Sem comentários:

Enviar um comentário

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.