Número total de visualizações de página

sábado, 24 de março de 2012

Amor em tempestade


Amor em tempestade


No silêncio da noite

Ouvia-se a trovoada

Rebuliços de um beijo

Um açoite

Uma palmada

No silêncio... Gritos

Suspiros... Algazarra

Sons agudos... Uma guitarra

Gemidos em nada aflitos

...

Trovoada de emoções

Tempestade de prazer

Terramotos em dois corações

Vendavais... Loucuras de um ser

No silêncio... Tudo quebrou

Uma revolta em potência

Toda a força se esgotou

Na tempestade da existência

...

Louco corpo moribundo

Sobreviventes da loucura

Nus... Amor profundo

Num tempo revoltoso

Mas apetitoso que o mundo procura

Tempestades de amor

Terramotos e vendavais

Tsunamis de calor

No silêncio dos normais


José Alberto Sá

Sem comentários:

Enviar um comentário

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.