Número total de visualizações de página

quinta-feira, 8 de dezembro de 2011

Chão em brasa


Chão em brasa


Foi no chão

Sim... No chão duro

No chão frio

O que sentias, o que pulsava

Era o meu coração

Puro...

E rebolamos... Um trio

Que eu amava

Amor, calor e paixão

...

Foi no chão

Sim... No chão agreste

No ventre que me deste

Onde sentiste a minha mão

Foi... Ali tiveste

A linda sensação

No sentir frio do chão

...

Foi...

Foi rasgando em gestos

Em gemidos abafados

Num chão de corpos envolvidos

Corpos modestos

Corpos amados

Em chão colorido

...

Foi no chão

Sim... Nas pedras do amor

Que me sussurraste vontades

Num chão de calor

Na paixão em cavidades

Num chão de fervor

Chão... Sim

Meu solo, teu coração

Teu colo, meu chão


José Alberto Sá

Sem comentários:

Enviar um comentário

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.