Número total de visualizações de página

sexta-feira, 4 de novembro de 2011

A tela


A tela


Vi uma tela

Flamingos bailando

Parecia uma janela,

onde sonhos me vão recordando.

Fiquei sem palavras… Bloqueei

Tinha a sensação,

que nada perdi, que tudo ganhei.

Vi uma tela, uma imensidão,

de reflexos de amor

Tinha uma rosa

Que na tela vaidosa,

era a mais bela flor.

Tela de pinceladas suaves

Traços de mil cores

Parecia querer voar no dorso

das lindas aves.

Sentindo a fragrância em mil odores

Tinha o brilho do sol

A beleza da lua

Tinha a elegância de um girassol

Eu vi na tela, menina nua

Toquei ao de leve

Na rugosidade da pintura

Era poesia de um olhar que anseia

Tudo estava ali e a tela o descreve

Pintada por mente pura

e eu

Levei-a


José Alberto Sá

Sem comentários:

Enviar um comentário

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.