Número total de visualizações de página

sábado, 12 de novembro de 2011

Memória


Memória


Por vezes não sei quem sou!

Diz-me…

Já não falo

Tu és a minha voz

Já não calo

desabafos de silêncio

Quem sou eu!

Diz-me…

Já não penso

Tu és o meu destino

Sinto-me tenso

Tu és o meu hino

Só tu existes

Quem sou eu!

Diz-me…

Já não vejo

Somente te desejo

Meus olhos te amam

Em lágrimas que derramam

Quem sou eu!

Diz-me…

Já não caminho

A direcção é tua

Sinto no peito um espinho

Quem sou eu!

Que te desejo nua

Quem sou eu!

Já não oiço

Tu dizes e eu aceito

És a dor que trago no peito

Quem sou eu!

Diz-me…

Diva que me sorri

Vivo porque sou teu

existo somente para ti

Quem sou eu!

Diz-me…


José Alberto Sá

Sem comentários:

Enviar um comentário

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.