Número total de visualizações de página

quarta-feira, 30 de novembro de 2011

A melhor do mundo


A melhor do mundo


Mãe!

Já nem lembrava

Como se prenunciava

Este lindo chamar

Palavra que em pequeno amava

Em jovem adorava

e hoje quis recordar

Mãe!

Até nos dias em que me batia

Para me educar

Agradecimento e alegria

Daquele tempo… O meu recuar

Minha mãe… tão pouco te disse

Num tempo que não pensava

Criança, meninice

Menino que tudo amava

Mãe!

Que bom quando te vejo

Velhinha… Mas minha…

Minha mãe

Cada beijo…

É um gravar de saudade

Do tempo que na verdade

Te tive e não vi

Mãe… Hoje escrevi

Estas lindas palavras

Do tamanho do mar

Mãe de paixão

Do menino que sempre esperavas

O homem que não vai esquecer

A mãe do meu coração


José Alberto Sá

Sem comentários:

Enviar um comentário

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.