Número total de visualizações de página

domingo, 6 de novembro de 2011

Liberta-me


Liberta-me


Porque não vens,

comigo lá fora.

Porque não tens,

o amor de outrora.

Vem... Vem comigo, está a ventar

Vem sentir a brisa do teu mar

Vem... Vem comigo, ver as folhas cair

Vem ver o vento

Vem... Vem comigo a sorrir

Porque não partilhas teu tempo

Vem ver o sol nascer

Amar o amanhecer

Sentir o amor, o nosso momento.


Porque não vens, ver o rio correr

Ouvir o barulho da água,

na sua vontade.

Sentir o sangue de minhas veias,

pedindo prazer.

Vem... Vem sem vaidade

Vamos os dois lá fora... Amor

Vamos rebolar

Sente no meu peito o calor

Meu coração vai pular.


Porque não vens

Se tudo de mim tens

Porque não me olhas,

com a mesma paixão.

Vem lá fora amor,

serei teu livro que desfolhas.

Vem coração...

Vem... Eu sou tua

Cá dentro me sinto vestida

Lá fora me sinto nua.

Vem amor, liberta-me


José Alberto Sá

Sem comentários:

Enviar um comentário

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.