Número total de visualizações de página

segunda-feira, 31 de outubro de 2011

No cinema


No cinema


Sentado

Num banco almofadado

Sentia quentinho em minha mão

Apaixonado

De cabeça no teu ombro

Descansando meu coração


Sentia quentinho por entre os dedos

Suavemente te levava à boca

Não existiam medos

Menina marota

Abrias tua boca sedenta

Ansiosa

Menina vaidosa

tecida de fios da roca

E eu te beijava

Eu te amava

Num beijo molhado

Sabendo a pipoca


Sentia quentinho

Pipocas na mão

Sentia entre os dedos o desejo

Daquele doce e estaladiço grão

Que nos envolveu aos dois,

num lindo beijo

O filme... Não sei

Estava escuro e só sentia

O teu cheiro doce

Das pipocas que amei


O filme passou, como se não fosse

Só a ti queria

Pipoca doce

do lindo pacote

Que me fez transpirar

Que te fez suspirar

Pelos grãos que caiam

no teu decote


Sentado

Só quis amar


José Alberto Sá

Sem comentários:

Enviar um comentário

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.